POLPA MOLDADA

POLPA MOLDADA
Polpa Moldada

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

JOVENS BRASILEIROS ENSINAM COMO REFRESCAR A SUA CASA RECICLANDO O LIXO
Quando o que ia para o lixo consegue diminuir 8ºC da sua casa.







Dois jovens brasileiros conseguiram diminuir as temperatura de suas casas em até 8°C, sabe como? Usando caixas de leite!

Segundo o site The Greenest Post, além das embalagens funcionarem como isolantes térmicos, elas economizam energia, já que produtos elétricos que seriam utilizados para fugir do calor são menos usados.

A casa mais fresquinha do Ceará


Os gêmeos Diego e Gabriellen de Vasconcelos, alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE), pensaram em ao invés das embalagens Tetra Pak irem para o lixo, colocá-las sob as telhas, entre os caibros e as ripas e, assim, tornar toda estrutura superior da casa em um tipo de manta isolante.

“Essas caixas possuem seis camadas (duas de alumínio, duas de plástico e duas de papel). (…) Com isso, ela tem a propriedade de refletir os raios solares e, consequentemente, diminuir a temperatura do local”, explica Diego em entrevista ao portal Tribuna do Ceará.
E essa diminuição de temperatura citada pelo estudante é considerável. De acordo com uma pesquisa realizada por estudantes do Instituto de Biologia da Unicamp em 2013, o uso dessas embalagens pode diminuir a temperatura de locais fechados em até 8ºC.




Reciclagem coletiva

Para o site Hypeness, Gabriellen explicou que a ideia surgiu depois que viu a mãe, professora de química, fazendo uso desse produto.
“Ela foi preparar uma aula para utilizar esses materiais para fazer telhas. Percebi, então, que aquilo dava para fazer um projeto e enviar às feiras de ciências da região. Já tinha visto algumas pesquisas sobre o assunto, e resolvi testar”
Hypeness
– Diego e Gabriellen de Vasconcelos
Segundo o professor orientador Antônio Sabino, a população da região não possui uma renda muito alta, então, qualquer forma de resfriar a casa gastando pouco, seria bem-vinda. Foi aí que os moradores do Aracati abraçaram a ideia arrecadando os materiais necessários para a realização do projeto.
Mesmo com a ajuda da comunidade e com os resultados animadores, a ideia ainda não foi aplicada nas casas da região. Em entrevista, Gabriellen falou que a falta de incentivo é um dos maiores desafios.
“Não possuímos uma bolsa de estudos ou algo que pudéssemos nos dedicar inteiramente ao projeto. Caso tivéssemos, poderíamos amplificar ainda mais essa iniciativa e torná-la mais eficaz e acessível”, declarou.
Pois é, já dizia o ditado: “Não aguenta o calor, bebe leite”.


VISITE TAMBÉM NOSSAS PAGINAS:

WWW.POLPATEC.COM.BR

https://WWW.FACEBOOK.COM/POLPATEC.EMBALAGENS

Nenhum comentário:

Postar um comentário