POLPA MOLDADA

POLPA MOLDADA
Polpa Moldada

quinta-feira, 17 de março de 2016

Recife concorre a título de cidade mais sustentável do Brasil e do mundo

No País também estão na final Belo Horizonte e Rio. Resultado será divulgado no Equador, em outubro

Parque Capibaribe está entre projetos de desenvolvimento sustentável / Divulgação

Parque Capibaribe está entre projetos de desenvolvimento sustentável



O título de cidade mais sustentável do Brasil e do mundo pode vir para o Recife. A cidade está entre as três selecionadas no País para participar do concurso promovido pela organização ambientalista WWF, por meio da campanha Hora do Planeta: Desafio das Cidades. As outras são Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

A iniciativa seleciona os finalistas com base em relatórios apresentados pelas cidades, detalhando seus projetos na área de desenvolvimento sustentável. Dados que serão mais profundamente analisados por especialistas. A Capital Global da Hora do Planeta será anunciada em Quito, no Equador, durante a Conferência das Nações Unidas Habitat III, de 17 a 20 de outubro.

O vencedor será escolhido por um júri técnico, mas os internautas vão poder eleger sua cidade preferida, pelo site www.welovecities.org, de 25 de abril a 19 de junho. A ação integra o movimento internacional A Hora do Planeta, que no sábado (19), convoca a população a apagar as luzes, durante 60 minutos, a partir das 20h30, estimulando uma mudança de atitude global.

"Assumimos o compromisso de enfrentar as questões climáticas e direcionar o Recife para ser uma cidade sustentável. Agora, o Recife conta com um conjunto de leis sobre as mudanças climáticas; inventários e um plano de ação com metas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, além de projetos inovadores, como o Parque Capibaribe, que une mobilidade e ambiente natural. A indicação como finalista do Desafio das Cidades é o reconhecimento de todo esse trabalho realizado e uma oportunidade de compartilharmos experiências e unirmos esforços junto a outras cidades para mudar o cenário do aquecimento global. Afinal, os centros urbanos têm um papel fundamental neste debate”, disse o prefeito Geraldo Julio.

A disputa é realizada pelo quinto ano no mundo e o terceiro no Brasil e tem o objetivo de eleger as cidades que mais colaboram para o desenvolvimento sustentável. A iniciativa integra um projeto maior que busca a mudança de atitude das pessoas frente às consequências do aquecimento global. Trata-se da Hora do Planeta que é movimento internacional e marca sua ação no próximo sábado (19), estimulando pessoas, instituições públicas e privadas a apagarem as luzes, durante 60 minutos ininterruptos, a partir das 20h30.

Para a capital pernambucana integrar a seleta lista do concurso, especialistas internacionais avaliaram as ações realizadas pela Prefeitura ao longo dos últimos três anos. O relatório entregue à ONG elenca, entre outros projetos, os dois inventários de Gases do Efeito Estufa produzidos no Recife, as leis de Mudanças Climáticas, Educação Ambiental e a implantação de um Sistema Municipal de Unidades Protegidas, que ampliou a área verde protegida.

Hora do Planeta

Além do concurso, o Recife já confirmou sua participação no ato contra o aquecimento global promovido pela WWF. A Prefeitura integrará o movimento “Hora do Planeta” e apagará no dia 19 de março, por 60 minutos, as luzes do Parque das Esculturas, do edifício-sede do governo municipal e da Praça do Marco Zero, no Bairro do Recife. “O envolvimento da sociedade é fundamental nesta luta pela preservação da natureza e da vida no planeta. O evento vem para reforçar que ações como a do governo em fazer inventários e definir metas para redução de gases do efeito estufa são importantes, assim como, as mudanças de hábitos da população. Por isso, queremos que todos entrem nesse debate e reflitam sobre as consequências das mudanças climáticas”, observou a secretária de Meio Ambiente, Cida Pedrosa.

Para envolver a população com a causa, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife ainda programou uma série de atividades no sábado, em parceria com 2ª Mostra Ambiental do Recife - MARE. Às 20h30, haverá uma Pedalada Sustentável para a exibição de curtas ambientais na Praça do Marco Zero, no Bairro do Recife. Reforçando o espírito da campanha, os filmes serão exibidos com a colaboração do público, que terão que pedalar em bicicletas especiais para gerar a energia elétrica necessária à projeção das películas. Além disso, haverá apresentações culturais: Batuqueiros do Silêncio, bloco carnavalesco lírico O Bonde e a Escola de Circo de Pernambuco. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário