POLPA MOLDADA

POLPA MOLDADA
Polpa Moldada

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Lunelli Têxtil mostra moda sustentável com performance



 http://polpatec.blogspot.com.br 
 http://come52671.wix.com/polpatec




Patrocinadora da primeira edição do SP.ECOERA, evento realizado em São Paulo, entre os dias 28 e 29 de setembro, que visa discutir novas conexões para economia criativa,  sob uma perspectiva sustentável, a malharia catarinense Lunelli Têxtil mostrou seu engajamento socioambiental através de uma performance. Feitos com fibras recicladas de PET e retalhos, os turbantes fashion instigaram “um novo pensar a moda”, durante instalação exibida na Escola São Paulo de artes visuais.
Uma das empresas do setor têxtil a ter a certificação ISO 14.001 por seu comprometimento com a preservação do meio ambiente, a Lunelli apoiou o projeto “Crochando Seu Universo”, desenvolvido  pelas designers Cris Bertoluci, Tainá Denardi e Mari Peres Bernauer  que transformaram sobras de malhas  em arte. Foi realizado também  durante o evento a  “Oficina de Turbantes”, com a participação das consultoras  Chiara Gadaleta e Kátia Fridrich, do WGSN, que falaram sobre tendências e  técnicas de confecção com produtos sustentáveis. 
 
Empresa verde 
O SP.ECOERA foi idealizado e organizado por Chiara Gadaleta, que há sete anos criou o movimento “Ser sustentável com Estilo”. Durante sua palestra, ela ressaltou a importância da indústria têxtil desenvolver produtos que tenham glamour, beleza e estilo, mas que estejam em conformidade com o novo milênio. “Ecologia é um tema cada vez mais recorrente na sociedade e a moda está inserida neste contexto. Entretanto, não se pode ignorar o lado comercial da indústria, que precisa vender e ser rentável, daí o principal desafio dos criadores é desenvolver produtos sustentáveis sim, mas que tenham também apelo de moda e diferencial”, sustenta a consultora, elogiando a participação da Lunelli no evento: “É uma das patrocinadoras oficiais dessa primeira edição do SP.ECOERA, por sua força e engajamento socioambiental. A Lunelli sabe unir moda e sustentabilidade como toda a beleza de seus produtos”. Entre os clientes atendidos hoje pela Lunelli estão grandes marcas e estilistas como Cori, Carina Duek, Cavalera, Leloo, Tuart, Hit, Espaço Fashion, 284, Le Lis Blanc, Osklen e Iodice, entre outros.
O diretor-presidente da empresa, Denis Luiz Lunelli, também presente no evento, destacou que a empresa cultiva a filosofia ambiental, desde 1991, quando foi implementada a malharia. Oriunda do grupo Lunender, confecção  com 31 anos de mercado e também pertencente à mesma família em Santa Catarina, a indústria produz 1 milhão de quilos de malhas e utiliza fios de algodão orgânico e fibras de poliéster recicladas de PET para uma de suas linhas de produtos.  A empresa também fabrica malhas com fibras de viscose, algodão e poliéster. “Nosso compromisso socioambiental não está só nos produtos que desenvolvemos, mas em nosso processo produtivo, na forma como treinamos nossos funcionários e como nos relacionamos com o ambiente e com as comunidades em torno da nossa fábrica”, diz orgulhoso o empresário. Segundo ele, a  Lunelli Têxtil mantém o Sistema de Gestão Ambiental - SGA, certificado pela ISO 14001 desde novembro de 2006, que, a partir de um Comitê específico, planeja, coordena e gerencia todos os impactos relacionados ao meio ambiente.  “Acreditamos que a sustentabilidade depende do equilíbrio entre a utilização dos recursos e a limitação dos mesmos, pois assim se torna possível produzir com harmonia, mantendo as perspectivas de desenvolvimento”, acrescenta Viviane Lunelli, também sócia-diretora da empresa.
O grupo têxtil catarinense já recuperou 863 m² de margens dos rios que circundam suas instalações, realizou  o plantio de 2.700 mudas de árvores frutíferas e nativas na região e ainda mantém, desde o ano de 2002, o Projeto de Educação Ambiental “Preservar é Amar”, realizado com alunos de escolas públicas do Município de Corupá.


Nenhum comentário:

Postar um comentário