POLPA MOLDADA

POLPA MOLDADA
Polpa Moldada

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Famosos se unem para chamar atenção ao saneamento básico nas redes sociais




A ação faz parte do projeto “Vim para Unicef”.
Objetivo é ajudar a garantir acesso à água de qualidade e saneamento adequado às crianças e adolescentes em escolas de Educação Básica do Semiárido Brasileiro (divulgação)
“Eu não colocaria meu filho em uma escola sem água ou banheiro, mas mais de 450 mil crianças que estudam no semiárido não tem escolha”. Uma campanha nas redes sociais, com frases como esta, tem chamado atenção dos internautas. Com a hashtag #juntospelosaneamento, celebridades como Bernardinho, Fernanda Venturini, Mauricio de Sousa, Rosana Jatobá e Mariana Belém, entre vários outras, compartilharam em seus perfis a importância de se levar água de qualidade e saneamento básico para as crianças do semiárido brasileiro. Atualmente, segundo dados do Ministério da Educação, 450 mil crianças e adolescentes não possuem água de qualidade e saneamento adequado.
A ação faz parte do projeto VIM PARA UNICEF uma parceria global entre Unilever e Unicef que tem colaborado com a melhoria do saneamento em regiões onde o acesso a ele é crítico ou inexistente. Desde seu lançamento, em 2012, o projeto já ajudou cerca de 600 mil pessoas, em países como Gambia, Gana, Nicarágua, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Sudão e Vietnã. No Brasil, as doações são feitas diretamente ao UNICEF, que, pela primeira vez, incluiu o acesso à água de qualidade e ao saneamento adequado nas escolas de Educação Básica como uma das prioridades do Selo UNICEF Município Aprovado.
Segundo relatório apresentado neste mês pela relatora especial da Organização das Nações Unidas para o Direito à Água e ao Saneamento, Catarina de Albuquerque, cerca de 77 milhões de brasileiros não tem acesso contínuo à água de qualidade. Regiões como o Norte e o Nordeste são as que mais sofrem com este cenário. Na região Norte, 31% da população ainda não possui fornecimento adequado de água, seguida pela região Nordeste, com 21,5% de sua população.



Nenhum comentário:

Postar um comentário