POLPA MOLDADA

POLPA MOLDADA
Polpa Moldada

domingo, 21 de setembro de 2014

Dia da árvore é lembrado com programação especial no Bosque


 http://polpatec.blogspot.com.br 



Visitas monitoradas por especialistas apresentou a flora do espaço.
Belém abriga cerca de 120 mil árvores.


Dia da Árvore foi celebrado numa programação especial no Bosque Rodrigues Alves, uma das principais áreas de preservação do Pará. (Foto: Divulgação/ Alessandra Serrão - NID/Comus)

Dia da Árvore foi celebrado numa programação especial no Bosque Rodrigues Alves, uma das principais áreas de preservação do Pará. (Foto: Divulgação/ Alessandra Serrão - NID/Comus)
Conhecida como cidade das mangueiras, Belém abriga cerca de 120 mil árvores, incluindo os distritos de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci. Numa cidade marcada pelo verde, neste domingo (21), o Dia da Árvore foi celebrado numa programação especial no Bosque Rodrigues Alves, uma das principais áreas de preservação do Pará.
A programação teve como objetivo mostrar para a população a importância da preservação do verde.“É muito importante que a população tenha a consciência do quanto é importante preservar as árvores do Bosque e de toda a cidade. Belém, conhecida como cidade das mangueiras, encanta todos os visitantes com a beleza que é passar pelas avenidas e ter aqueles túneis de mangueiras. Então todos têm que se sentir responsável, cuidar e amar as árvores”, diz Roberto Pinheiro, diretor do Bosque Rodrigues Alves.
Adultos e crianças se juntaram para dar um abraço simbólico em uma seringueira, uma das árvores mais antigas do Bosque (Foto: Divulgação/ Alessandra Serrão - NID/Comus)Adultos e crianças se juntaram para dar um abraço simbólico em uma seringueira, uma das árvores mais antigas do Bosque 
Durante a programação o público visitante do Bosque pôde conhecer um pouco das principais espécies de arbóreas que são preservadas no Bosque Rodrigues Alves, através de uma trilha monitorada, acompanhada pela equipe da Fauna, Flora e Educação Ambiental da Semma. “Aqui no Bosque podemos encontrar diversas espécies de árvores, onde algumas são centenárias e estão em extinção. Então mostramos um pouco dessa realidade para os visitantes para que assim todos possam ter consciência da importância do Bosque para nossa cidade”, completa Roberto Pinheiro.
A trilha monitorada teve ainda a participação dos agentes ecológicos mirins, que orientaram o público sobre os cuidados que se deve ter dentro do Bosque Rodrigues Alves. Os visitantes participaram ainda do plantio de mudas de arbóreas.
Para encerrar a programação, adultos e crianças se juntaram para dar um abraço simbólico em uma árvore da espécie seringueira, uma das árvores mais antigas do Bosque e que é símbolo da Amazônia.
“Eu adorei a ideia de juntar várias pessoas para darmos um abraço na árvore. Isso mostra que juntos podemos juntar nossas forças e amor para cuidar das árvores de nossa cidade”, garante Laryssa Tavares, de 11 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário